Sexta-feira, 22 de agosto de 2014 
Página InicialLançamentos ImobiliáriosSolicite um ImóvelClassificados de Veículos
Clique aqui para realizar uma pesquisa através das Regiões de Campo Grande
Clique aqui para realizar uma pesquisa Detalhada
Visualizar Imobiliárias e Corretores
Adesão de Clientes
Conheça o InfoImóveis
Conteúdo de ajuda
Dicas importantes
Fale Conosco
Lançamentos
Lista de Cartórios
Notícias
Política de uso
Publicidade
Administrar (Extranet)
Marceneiros
Madeireiras
Esquadrias
Compensados
Pintores
Eletrodomésticos
Gesso
Ar Condicionado
Tintas
Cerâmicas
Pisos
Concreto Pré-Moldado
Telhas
Poços
+ profissionais...
Sexta-feira, 28 de março de 2014
Para ABRAMAT norma sobre reformas em edificações é importante, mas é necessária atenção para interpretação correta

A partir do dia 18 de abril entra em vigor em todo o país a Norma para Reforma em Edificação – Sistema de Gestão de Reformas (ABNT NBR 16280), elaborada por diversas entidades do setor. A regulamentação prevê que as reformas realizadas por moradores de edifícios residenciais, devam ser documentadas e comunicadas ao síndico do condomínio antes de seu início para aprovação prévia. Deve ser previamente informada a descrição dos serviços a serem executados e os responsáveis técnicos pelo acompanhamento e execução dos mesmos. Para cada tipo de serviço a Norma estabelece o nível de responsabilidade técnica necessário, dependendo do impacto que pode gerar na estrutura, na segurança do edifício e outros aspectos. A norma abrange todos os tipos de edificação, sejam elas públicas, privadas, residenciais ou comerciais.

Segundo Walter Cover, presidente da Associação Brasileira da Indústria dos Materiais de Construção – ABRAMAT - é importante ressaltar que é necessário bom senso na sua interpretação. “Esta é uma norma de disciplina. Entendemos que ela é positiva, pois se trata de prevenção e segurança. Estamos de acordo com os parâmetros estabelecidos. Mas, é necessária a interpretação correta das cláusulas e sua aplicação com equilíbrio e bom senso”, afirma.

“O brasileiro, de modo geral, tem investido em reformas de imóveis e é importante ter um controle sobre essas modificações, para que não causem danos ao edifício e incômodos aos demais moradores. Antes de quebrar uma parede, por exemplo, é preciso ter um responsável técnico habilitado que verifique se isso não afetará a parte estrutural do edifício. Para pequenos reparos a norma não exige o mesmo rigor de responsabilidade técnica do que para outros serviços. A norma traz uma tabela que estabelece o nível de responsabilidade técnica exigida em cada caso. No caso de pequenos reparos a norma não exige laudo de engenheiro, por exemplo, e informa que uma equipe de manutenção local pode executá-los. É preciso, portanto verificar cuidadosamente as exigências aplicáveis a cada situação”, completa.


Fonte: Redação
Veja mais notícias do ramo Imobiliário.
 19/08/2014 - Kit Vision é opção para ambiente com pouco espaço
 19/08/2014 - Novidades na 49ª edição da House & Gift Fair
 19/08/2014 - Cerâmica Portinari ganha 1º lugar em prêmio de design
 19/08/2014 - Continental traz inovação e design em sua nova linha de cooktops
 19/08/2014 - Luminosidade e sofisticação com a Cortina Lumière
BUSCA DE NOTÍCIAS
voltarpágina inicial
Institucional

Página Inicial
Conheça o InfoImóveis
Conteúdo de ajuda
Política de uso
Trabalhe conosco
Fale conosco
Imóveis

Destaques
Lançamentos
Busca detalhada
Busca no mapa
Solicite um imóvel
Adesão de clientes
Serviços

Guia de profissionais
Móveis e construção
Notícias imobiliárias
Dicas importantes
Lista de cartórios
Publicidade
ShopBoats - Referência Náutica
Acompanhe o InfoImóveis





Todas as informações dos anúncios são de responsabilidade dos respectivos anunciantes.
© 2005-2014 INFOIMÓVEIS - Sua Referência em Imóveis - Todos os direitos reservados